Como utilizar anúncios mobile no setor de entretenimento
+55 81 31270881 [email protected]media.com
Reading Time: 2 minutes
Shares

O Mobile Report, pesquisa do IBOPE que mostra hábitos dos usuários de smartphone, contabilizava, em 2013, que 52 milhões de brasileiros tinham acesso à web pelo celular. Dos 52 milhões, os que faziam compras através do smartphone demonstravam uma clara preferência por artigos de entretenimento: 37% haviam comprado aplicativos, 27% compraram ingressos (cinemas, shows etc) e 22% gastaram com moda. Hoje, o cenário é diferente: em pesquisa também do IBOPE, realizada em setembro de 2015, mais de 70 milhões de brasileiros possuem smartphone com acesso à internet, o que supõe um aumento do nível de compras no mesmo setor.

Um outro estudo, dessa vez realizado pela Vdopia, analisou, a partir do Vdopia Mobile Insights (VMI), o comportamento dos 109 milhões de americanos consumidores de entretenimento a partir de smartphone, em 2014. Destes, oito milhões já compraram ingressos para filmes ou eventos a partir de dispositivos móveis, representando um aumento de 40% de compras desse tipo de produto através da plataforma já citada. A pesquisa também revela que a audiência no mobile é duas vezes mais propensa a clicar em anúncios de entretenimento do que os que vêem a mesma campanha em outras plataformas.

Levando em consideração a forte influência do mobile no mercado de entretenimento, listamos cases de sucesso que demonstram a necessidade de a publicidade estar no mesmo local do consumo: os dispositivos móveis. Confira:

1. Cases de cinema

  • Filme 1

Uma produtora de cinema, com o objetivo de divulgar um determinado filme e aumentar a bilheteria em shoppings selecionados, buscou impactar homens e mulheres que estivessem em um dos shoppings listados (GPS) e homens e mulheres que houvessem frequentado um cinema nos últimos 6 meses (retargeting). A campanha, que direcionava o anúncio para a landing page do filme e indicava o cinema mais próximo, durou quatro dias, alcançou um CTR de 3,48% e gerou 419 visitas aos cinemas.

  • Filme 2

Uma outra produtora de cinema, com o objetivo de divulgar determinado filme nos principais shoppings do Rio de Janeiro, utilizou o formato in loco para impactar quem estava próximo de cinemas. A campanha, que durou 15 dias, direcionava o anúncio para o trailer do longa e gerou quase mil visitas físicas a algum cinema logo após o clique em uma peça da ação, além de ter alcançado um CTR de 5,48% no formato interstitial.

2. Vendas de ingressos

  • Parque de diversões

Um parque de diversões brasileiro, com o objetivo de promover a venda de ingressos para o mês de Julho, buscou atingir, através de retargeting, pais e mães que estiveram recentemente em shoppings com entretenimento para crianças, parques de diversão e buffets infantis em um raio de até 100km do parque, ou que estiveram recentemente em shoppings premium e que levam ou buscam seus filhos na escola. A ação, que direcionava o anúncio para a página de vendas de ingresso, foi veiculada de 17 a 30 de julho de 2015 e gerou aproximadamente 130 visitas ao parque, além de ter alcançado um CTR de 20,32% no formato push.

Os cases acima permitem perceber a necessidade de o e-commerce estar diretamente ligado aos mobile ads na área de entretenimento, causando um impacto real a partir da publicidade. Contacte a In Loco Media para saber de que maneira sua campanha pode ser desenvolvida, seja no campo do entretenimento ou em outros setores, como financeiro, turístico e automotivo.   

 

Curtiu?

Então compartilhe com seus amigos!